Palestra sobre Comunicação Não Violenta é apresentada para mais de 400 servidores

  • Primer TV
  • 08/Jul/2019
  • 0
  • Evento faz parte do processo de formação dos servidores efetivos do Município no programa de prevenção e solução de conflitos de São José

O professor Marcelo Luiz Pelizzoli ministrou a palestra “Bases e
Método da Comunicação Não Violenta para uma Cultura de Paz”
aos servidores municipais de São José 

Para dar continuidade à formação dos servidores efetivos do Município, a Prefeitura de São José por meio da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Social e Trânsito promoveu três dias de palestras (de 3 a 5) para apresentar as “Bases e Método da Comunicação Não Violenta para uma Cultura de Paz”. A iniciativa, realizada no auditório do Colégio Municipal Maria Luiza de Melo, no Kobrasol, integra o programa de prevenção e solução de conflitos de São José a partir da Justiça e Práticas Restaurativas.

Cerca de 450 servidores efetivos se inscreveram para participar do evento com o interesse de conhecer como a Comunicação Não Violenta pode contribuir para prevenir e solucionar conflitos nos ambientes de atuação do serviço público municipal. A palestra foi conduzida pelo professor Marcelo Luiz Pelizzoli, que é pós-doutor em Ética Prática e Bioética, coordenador do Espaço de Diálogo e Reparação da Universidade Federal do Pernambuco, facilitador e capacitador em resolução de conflitos e co-coordenador do Projeto de Implantação da Justiça Restaurativa na Vara da Infância e Juventude de Pernambuco.

A secretária Andréa Pacheco diz que o objetivo é ter um espaço de
reflexão e ampliar o conhecimento sobre a Cultura da Paz

“A dinâmica consiste em demonstrar aos participantes como as relações de conflitos podem ser compreendidas e como a Comunicação Não Violenta (CNV) pode ser assertiva e resolutiva para prevenir e resolver conflitos tanto no ambiente de trabalho como nas relações interpessoais”, explicou Marcelo.

Para a secretária de Segurança, Andréa Pacheco, a iniciativa tem o intuito de oferecer um espaço de reflexão para os servidores e ampliar o conhecimento do grupo a cerca da construção da Cultura da Paz no âmbito do serviço público municipal. “Trata-se de um investimento que o Município está fazendo para contribuir com a capacitação dos servidores que, também enquanto seres humanos, se relacionam socialmente nas mais diversas esferas e podem contribuir com os círculos de construção de paz no Município”, lembrou a secretária. 

Segundo o professor Marcelo Pelizzoli,  a palestra busca mostrar
como a Comunicação Não Violenta pode ser assertiva e resolutiva

“A ideia de promover a palestra é uma iniciativa louvável da Prefeitura, pois diariamente temos que mediar situações de conflitos no ambiente escolar e também fora da escola, desenvolvendo o papel de mediadores para estabilizar conflitos e buscar soluções pacificadoras para cada caso”, comentou a diretora do CEI Bom Jesus, Glaucier dos Anjos, que atua há 10 anos na rede municipal de ensino de São José.

Para a assistente social da Defesa Civil do Município, Cintia Sales, a palestra é importante, pois oportuniza a prática de reflexão sobre as próprias necessidades e as necessidades dos outros, o que pode auxiliar na construção das boas relações interpessoais tanto entre os servidores, como no atendimento ao público. “É importante este exercício de escutar o outro, assimilar a situação e encontrar a comunicação adequada para buscar entender e conseguir realizar um atendimento melhor, principalmente, dentro desta área em que atuamos e as situações de emergência são frequentes”, pontuou Cintia, que atua há 7 anos na Prefeitura de São José.

Atuando na rede de ensino há 10 anos, a diretora do CEI Bom Jesus,
Glaucier dos Anjos, diz que os ensinamentos serão importantes 
para mediar situações de conflitos no ambiente escolar 

A comunicação não violenta (CNV) é uma abordagem desenvolvida pelo psicólogo norte americano Marshall Rosenberg e seu objetivo é favorecer as conexões humanas de cooperação, utilizando como base a empatia e valores compartilhados pela humanidade. A CNV pode ser construída com base em quatro pilares básicos: observação, sentimento, necessidade e pedido. Quando eles são colocados em prática de forma construtiva, a comunicação tende a ser assertiva, transformando positivamente os relacionamentos – sejam eles pessoais, profissionais ou sociais.

Fotos: Divulgação Secom/PMSJ

Comentar

0 Comentários