Rede de Proteção às Mulheres está em funcionamento durante a quarentena em São José

A quarentena é uma medida necessária para diminuir o contato entre pessoas contaminadas pela Covid-19 e pessoas saudáveis e, desta forma, conter a transmissão do vírus. No entanto, a maior presença das famílias em casa, durante o isolamento social, também pode potencializar os casos de violência doméstica.

Neste sentido, a Prefeitura de São José, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Secretaria Municipal de Segurança, Defesa Social e Trânsito, reforça que a Rede de Proteção às Mulheres segue funcionando durante o período de quarentena. O sistema de amparo às vitimas pode ser acionado pelos telefones 153 e 190. 

Os canais de denúncia podem ser usados tanto pelas vítimas de violência física, como as que sofrem violência verbal, com tortura psicológica. “Neste sentido estamos reforçando os canais de comunicação com o objetivo de evitar atos de violência doméstica contra as mulheres no município, principalmente durante este período de isolamento social”, destaca a secretaria de Segurança, Andrea Pacheco.

De acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Rose Bartuncheski, a procura por abrigo cresceu cerca de 20% durante a pandemia. “O acolhimento das mulheres em situação de vulnerabilidade e que precisam ser retiradas de casa é feito em um abrigo. São 30 vagas para receber todas as mulheres que precisarem deste acolhimento”, explica Rose.

 

--

 
 
Secretaria de Comunicação Social
Prefeitura de São José

Comentar

0 Comentários