Covidômetro vai trazer dados detalhados sobre a pandemia na Capital

 

“Precisamos de segurança, e ela está nos dados”, disse Loureiro.


foto/divulgação: Divulgação/PMF

Covidômetro vai trazer dados detalhados sobre a pandemia na Capital

 

 

Em live no Facebook na manhã desta quarta-feira, 29, o Prefeito de Florianópolis Gean Loureiro acaba de apresentar novas determinações visando a desaceleração da contaminação pelo Coronavírus na Capital. A principal estratégia será a ampliação de dados. O conjunto dessas informações a serem compiladas e analisadas servirá para a validação de um panorama mais amplo e preciso da situação da pandemia na Capital, chamado de Covidômetro.
 

Além do boletim básico relacionado ao número de casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos, o levantamento, que será feito de forma semanal, vai incluir a quantidade específica de casos suspeitos na última semana, de novos casos, taxa de letalidade, que é o cálculo da média de quantas pessoas que contraem o vírus e falecem, taxa de ocupação diária dos leitos convencionais e de UTI em Florianópolis e região. 
 

Em relação às informações diárias do sistema estadual de saúde, a administração municipal já encaminhou o pedido via ofício ao Governo do Estado. Esse levantamento mais detalhado vai permitir ao município, conhecimento preciso sobre o impacto da pandemia no sistema de saúde e consequente, tomadas de decisão e providências necessárias.
 

O Covidômetro também vai incluir informações sobre a quantidade de estabelecimentos fiscalizados, bem como as possíveis implicações, como notificações, autuações e interdições. Com auxílio da Guarda Municipal também será avaliada a adesão da população ao uso da máscara nos espaços públicos. Medida que a partir da próxima segunda-feira, 4 de maio, será obrigatória em locais de grande circulação e prática de exercícios, como Beira-mar Norte e Continental, praias, região central e locais próximos ao comércio dos bairros. 
 

A fiscalização desta obrigatoriedade será feita pela Guarda Municipal de Florianópolis. As penalidades a serem aplicadas em caso de recusa do uso da máscara ainda serão discutidas.
 

“O comportamento da população em relação à adesão às medidas de prevenção ao Coronavírus será avaliado. Os critérios serão baseados informações técnicas. Dependendo do resultado e parâmetros, as medidas de distanciamento social poderão ser endurecidas, flexibilizadas ou mantidas. Precisamos de segurança, e ela está nos dados", esclarece o Prefeito de Florianópolis”, disse Loureiro.
 

O Prefeito de Florianópolis Gean Loureiro também esclareceu sobre a proibição de visitas em instituições de longa permanência para idosos e trouxe dados relacionadas às medidas de saúde, como a realização de cerca de 2,5 mil casos suspeitos,  1703 descartados, 412 confirmados e cinco óbitos. Sobre fiscalizações das equipes da Vigilância Sanitária, desde o início da pandemia, foram autuados 460 estabelecimentos e 116 interdições.

O vídeo da live na íntegra pode ser acessado no link https://www.facebook.com/prefeituradeflorianopolis/videos/273681176987794/?vh=e&d=n

 

 

 

Comentar

0 Comentários