Escola Profissional da Forquilhinha apresenta produção artesanal na Prefeitura

  • Primer TV
  • 04/Jul/2019
  • 0
  • Os trabalhos feitos por alunos e professores ficam expostos até sexta feira (5), das 8h às 18h

Os trabalhos feitos por alunos e professores da Escola Profissional
Deolinda dos Santos Farias ficam expostos até sexta feira (5)

Desde esta terça feira (2), o hall de entrada da Prefeitura de São José está recebendo a exposição trabalhos criados pelos alunos e professores da Escola Profissional Municipal Deolinda dos Santos Farias, localizada no bairro Forquilhinha. A mostra pode ser vista pelo público até sexta feira (5), das 8h às 18h.

De acordo com a diretora Rozana Cleonice Garcia dos Santos, a exposição mostra a diversidade das técnicas apresentadas nas aulas. “Estamos muito felizes em trazer os trabalhos criados por nossos alunos. Não tenho dúvidas que aqui estão obras que, além de apresentarem qualidade quanto ao material utilizado, apresentam conceitos diferenciados no que diz respeito a técnicas utilizadas para as criações”, assinala Rozana.

A  diretora Rozana Cleonice Garcia dos Santos diz que a exposição
mostra a diversidade das técnicas apresentadas nas aulas

Inaugurada em 2004, a Escola Profissional Forquilhinha oferece atualmente 13 cursos que envolvem 695 alunos. Segundo a diretora, entre os 25 servidores da unidade, 21 são professores que, com frequência, atualizam seus conhecimentos em suas áreas de atuação. Para os interessados em conhecer mais sobre a escola, o telefone de contato é (48) 3257-0220. A unidade fica na Rua Joaquim Luiz, nº 188, no bairro Forquilhinha.

As professoras Ana Cristina e Bianca Espíndola, do curso de Corte e Costura, contam que muitas alunas procuram esse curso para aprender uma atividade que possa proporcionar retorno financeiro, auxiliando na renda familiar. “No início elas ficam muito nervosas, com receio de estragar o tecido e de não acertarem a costura. Acertar e errar faz parte. O importante é identificar onde está acertando, onde está errando e ir em frente”, orienta a professora Ana Cristina.

As professoras Ana Cristina (esq) e Bianca Espíndola contam que
muitas alunas procuram o curso para aprender uma atividade
que possa gerar uma renda extra para a família

Neste contexto, a coordenadora das Escolas Profissionais de São José, professora Claudia Márcia Muniz da Silva, pontua que o empreendedorismo está cada vez mais presente nas sete instituições artesanais mantidas pela Prefeitura de São José. “É um resultado muito positivo para todo o município. São muitas pessoas envolvidas direta e indiretamente. Um grande ganho para todos”, destaca a coordenadora.

Os bordados, o biscuit, macramê, as pinturas em tela e em madeira que embelezam as caixas que sobre a mesa, ao lado do patchwork chamam a atenção do público. “Estou muito feliz de ser convidada para expor as minhas criações. Tomara que as pessoas gostem e comprem os meus trabalhos e das minhas colegas. Nos esforçamos para fazer coisas bonitas e muito bem-feitas”, afirma a aluna de Pintura em Madeira, Patrícia Sagaz.

Aluna de Pintura em Madeira, Patrícia Sagaz, afirma estar feliz
em poder expor suas criações para o público

A secretária Municipal de Educação, Lilian Sandin Boeing, diz que é sempre um prazer poder receber na sede da Prefeitura as exposições das Escolas Profissionais. “Como sempre as criações realizadas tanto por professores, alunos e alunas repercutem positivamente na comunidade. As escolas profissionais realizam um trabalho inspirador, atendendo gratuitamente cerca de 5 mil alunos nas sete unidades, possibilitando a muitas famílias a geração de uma renda extra ou, até mesmo, o início de um novo negócio”, assinala Lilian.

Fotos: Divulgação Secom/PMSJ

Comentar

0 Comentários